Terça, 18 de Março de 2014 às 09:11

CNV entrega relatório sobre o caso Rubens Paiva ao presidente da Câmara

O coordenador da Comissão Nacional da Verdade, Pedro Dallari, entrega hoje (18/03), às 12h30, ao presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, relatório preliminar de pesquisa da CNV sobre o caso do desaparecimento do deputado federal cassado Rubens Paiva, ocorrido em janeiro de 1971.

No último dia 27 de fevereiro, a CNV apresentou o relatório à sociedade em um evento no Rio de Janeiro. Baseado em farta pesquisa documental e provas testemunhais, o documento aponta que o hoje general José Antônio Nogueira Belham, então major, no comando do Destacamento de Operações e Informações (DOI), do I Exército, onde Paiva esteve preso, mesmo alertado por duas testemunhas militares de que o preso poderia morrer, nada fez para impedir as torturas ou prestar atendimento à vítima, até hoje desaparecida.

“O objetivo do encontro é informar à Câmara formalmente sobre nosso relatório e o andamento de nossas investigações, uma vez que Rubens Paiva foi um deputado federal”, afirma o coordenador da CNV.

Belham já havia entregue um documento à CNV onde negou participação na morte ou ocultação do cadáver do deputado, entretanto sua folha de alterações (documento funcional que aponta todas as atividades exercidas na carreira por um militar) contradiz a versão do general de que ele estava de férias, uma vez que ele recebeu diárias para exercer missão secreta no período em que Paiva passou pelo DOI.

Acesse os documentos divulgados pela CNV sobre o caso Rubens Paiva em fevereiro deste ano: Caso Rubens Paiva

Comissão Nacional da Verdade
Assessoria de Comunicação

Mais informações à imprensa:
Marcelo Oliveira (61) 3313-7324 | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Acompanhe a CNV nas redes sociais:
www.facebook.com/comissaonacionaldaverdade
www.twitter.com/CNV_Brasil
www.youtube.com/comissaodaverdade